04/11/2010

Caminhões estão envolvidos em 25% dos acidentes nas estradas.

A cada quatro acidentes em estradas, um caminhão está envolvido. O JH ensina qual a velocidade e a distância corretas, além de truques para uma ultrapassagem segura durante a viagem.
Caminhões e carretas cada vez maiores e mais potentes e motoristas a passeio apressados. Combinação de alto risco. “Tem alguns caminhoneiros meio distraídos”, comenta o motorista do carro. Para quem dirige a carreta, a opinião é diferente. “Eles andam muito colados, muito próximo da traseira do caminhão.”
A distância mínima ideal é de dois segundos ou cerca de 50 metros do veículo da frente. O suficiente para se fazer uma frenagem de emergência.
Evite ficar atrás de caminhões e carretas. Muitas vezes o caminhoneiro dá uma ajuda, como Rodrick Dias de Souza. Ele ensina alguns códigos:
- Seta para a direita é caminho livre;
- Luz esquerda piscando: espere.
O perito de trânsito, Paulo Ademar, dá mais dicas:
- A velocidade do carro deve estar sempre 20 quilômetros por hora a mais que da carreta e você vai precisar de, no mínimo, 250 metros para iniciar e concluir uma ultrapassagem segura. “O ideal é quando você está num carro mil, você faça a opção de ultrapassar somente nas descidas. O caminhoneiro tem uma limitação da velocidade dada pelo tacógrafo e ele vai colocar o pé no freio.”
- Concluída a ultrapassagem nunca pare o carro bruscamente. “Uma carreta carregada gasta no mínimo 200 metros pra poder parar a uma velocidade de 80 quilômetros por hora”, completa Rodrick.
- A ultrapassagem é sempre mais arriscada em curvas para a direita por causa do chamado ‘ponto cego de visão’. Em locais assim o motorista de carro de passeio fica mais exposto ao risco por não conseguir enxergar o que o espera alguns metros a frente.
- Na curva aberta à esquerda a manobra é mais tranquila. “Se aquele carro branco começa a fazer uma ultrapassagem ele tem visibilidade a partir daquele ponto de tudo que ta acontecendo no sentido contrário.”
Na chuva, fique atento a mais duas situações:
- As rodas dos caminhões jogam muita água no para-brisa de quem vem atrás, atrapalhando a visibilidade na hora da aproximação para a ultrapassagem.
- Cuidado também com o excesso de água na pista. “Carro mais pesado não aquaplana, mas o carro menor vai aquaplanar. Pode ser que você venha a perder o contato do pneu com o piso e você ficar sem dirigibilidade. Se for curva pra direita, você vai pra contramão e pode morrer.”
http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2010/11/caminhoes-estao-envolvidos-em-25-dos-acidentes-nas-estradas.html